sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Passe de três dedos

Estreitos laços de sangue,
As horas em que voltam os bumerangues,
Reagimos feito gangues,
Espancamos muitos,
Doamos luto,
Prodígios no fato de tudo explodir.

Existe seu definir,
Tudo vem te agredir,
Você que defina o andamento
Até o momento não tem manha,
Você apanha,
O mundo sorri...